28 de mai de 2011

Choro

choro

Você já imaginou chegar em casa após uma viagem e não encontrar sua família e sua casa? Nesta hora, parece que o chão se vai, tudo acabou.

O texto abaixo nos conta uma história assim. Davi e alguns homens que andavam com ele estavam voltando para casa. Ao chegar, encontraram as suas moradias e propriedades incendiadas. As mulheres com as crianças haviam sido raptadas. Os seus bens saqueados. Enfim, era uma situação desoladora. Diante disso choraram até não terem forças. Como se não bastasse, os homens que estavam com Davi pensaram em apedrejá-lo, como se fosse culpado daquela situação.

Davi,apesar de tudo aquilo, no meio da sua angústia, procurou por Deus. Ele se fortaleceu e chamou quem o pudesse ajudar. Nesta procura por uma solução, Deus lhe ofereceu um caminho a ser seguido. Davi entendeu que deveria perseguir os saqueadores e recuperar os seus bens e familiares – o que de fato aconteceu.

Talvez, ao ler estas palavras, você se lembre do seu próprio choro e que suas forças também estão no fim. O choro pode ser expressão de dor, tristeza pela separação de pessoas amadas, luto… Permita-se dizer-lhe: é bom chorar. É como um desabafo, traz alívio. Mas o choro deve ter limite. Ficar sempre chorando não resolve os problemas. No meio do choro, é preciso tomar uma decisão, buscar ajuda – e Davi mostra nesta história onde se encontra essa ajuda. Enquanto se persegue esse caminho, as forças vão-se renovando. Novas perspectivas de vida vão surgindo. Soluções vão aparecendo, e até milagres podem acontecer. O próprio Davi, depois de ter enfrentado muitas dificuldades, escreveu: “Sua ira só dura um instante, mas o seu favor dura a vida toda; o choro pode persistir uma noite, mas de manhã irrompe a alegria”(Salmo 30.5).

Texto de: Vanderlei Schach, Nova Ramada – RS , extraído do livro: Pão Diário.

“No meio do choro Deus continua presente”

Texto Bíblico: (1Samuel 30.1-8)

1.Sucedeu, pois, que, chegando Davi e os seus homens ao terceiro dia a Ziclague, já os amalequitas tinham invadido o sul, e Ziclague, e tinham ferido a Ziclague e a tinham queimado a fogo.

2.E tinham levado cativas as mulheres, e todos os que estavam nela, tanto pequenos como grandes; a ninguém, porém, mataram, tão-somente os levaram consigo, e foram o seu caminho.

3.E Davi e os seus homens chegaram à cidade e eis que estava queimada a fogo, e suas mulheres, seus filhos e suas filhas tinham sido levados cativos.

4.Então Davi e o povo que se achava com ele alçaram a sua voz, e choraram, até que neles não houve mais forças para chorar.

5.Também as duas mulheres de Davi foram levadas cativas; Ainoã, a jizreelita, e Abigail, a mulher de Nabal, o carmelita.

6.E Davi muito se angustiou, porque o povo falava de apedrejá-lo, porque a alma de todo o povo estava em amargura, cada um por causa dos seus filhos e das suas filhas; todavia Davi se fortaleceu no SENHOR seu Deus.

7.E disse Davi a Abiatar, o sacerdote, filho de Aimeleque: Traze-me, peço-te, aqui o éfode. E Abiatar trouxe o éfode a Davi.

8.Então consultou Davi ao SENHOR, dizendo: Perseguirei eu a esta tropa? Alcançá-la-ei? E lhe disse: Persegue-a, porque decerto a alcançarás e tudo libertarás.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Agradeço a sua visita. Deixe seu comentário.

Visitas

Web Radio Rhema

Divulgue em seu site

Eu Faço Parte

Meu Site

Seguidores

  ©" Edificar Vidas " - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo