06/07/2011

Os prazeres e as riquezas não dão felicidades

Essa noite não conseguia dormir e então estava orando ao Senhor e abri a Bíblia me vindo a palavra: 

"E olhei eu para todas as obras que fizeram as minhas mãos, como também para o trabalho que eu, trabalhando, tinha feito; e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito e que proveito nenhum havia debaixo do sol" (Ec 2.11)


Fiquei então meditando nestas palavras e senti em meu coração meditar no texto todo, onde fala que "os prazeres e as riquezas não dão felicidades" (Eclesiastes 2.1-26) Clicando no link você abrirá esse texto e abaixo colocarei algumas explicações extraídas da Bíblia de Estudo e Aplicação Pessoal da CPAD.


Salomão buscou diligentemente um significado para sua vida. Primeiro, tentou achá-lo no prazer das riquezas. Empreendeu grandes obras, comprou escravos, bois e ovelhas, acumulou riquezas, adquiriu cantores, ajuntou muitas concubinas em seu harém e tornou-se o maior em Jerusalém. Mas nenhuma destas coisas lhe trouxeram satisfação (ver versiculo 11).
Algumas das coisas que Salomão buscou não eram boas, outras eram valiosas; porém até a busca por algo louvável se tornou vã, quando tinha um fim em si mesmo. Devemos olhar além de nossas atividades, e tentar enxergar a razão por que agimos e com que propósito. Seu objetivo é procurar um significado para sua vida ou buscar a Deus, que dá a ela o significado?


Salomão havia construído casas, um templo, um reino, uma família. No curso da história, todos foram arruinados. Em um Salmo, Salomão confessou: "Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela" (Sl 127.1). Eclesiastes é parte do testemunho de Salomão a respeito do que acontece a um reino ou família que se esquece de Deus. Quando você examina os seus projetos e metas, qual é o seu ponto de partida, a sua motivação? Se não tiver Deus como fundamento, tudo o que estiver vivendo será sem sentido.


Salomão resumiu seus muitos esforços para encontrar o significado da vida na seguinte expressão: "e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito"; em outra versão do texto temos: "e eis que tudo era vaidade, correr atrás do vento". Sentimos o vento quando ele passa, mas não podemos pegá-lo, segurá-lo ou guardá-lo. Em todas as nossas realizações, mesmo as maiores, nossos bons sentimentos são apenas temporários. A segurança e a realização pessoal não são encontradas em tais realizações, porém muito além delas, no amor de Deus. Pense a respeito daquilo que você considera valioso em sua vida, em que você emprega seu tempo, sua energia e seu dinheiro. Será que um dia você olhará para trás e concluirá que estas coisas também eram vaidade?


Salomão percebeu que a sabedoria não poderia garantir a vida eterna. O conhecimento, as riquezas e as realizações pessoais significam muito pouco depois da morte; e todos vão morrer um dia. Não devemos basear nossa vida na busca do que é perecível, mas nos sólidos fundamentos de Deus. Então mesmo que todas as coisas que tenhamos sejam passageiras, ainda teremos a Deus, que é do que realmente precisamos. 


Salomão afirmou que a morte nivela todas as pessoas a despeito daquilo que cada um realizou na vida. Essa frase só pode ser considerada verdadeira sob a perspectiva terrena, pois Deus deixou claro (como o próprio Salomão reconheceu em Ec12.14 "Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau") que aquilo que fazemos aqui tem um grande impacto da eternidade. 


A verdadeira alegria é alcançada quando seguimos os padrões que o Senhor estabeleceu para a vida. Sem Ele, a satisfação é uma busca malsucedida. Aqueles que realmente conhecem a felicidade são os que vivem cada dia como um presente de Deus, agradecendo-lhe e servindo-lhe por meio dela. Quem não tem Deus não encontra o alívio para a fadiga nem a direção para enfrentar os problemas.


Senhor, reconheço que as vezes não sou correta, que peco, que me distancio de Ti. Mas peço que por sua Misericórdia me conceda a Graça de permanecer contigo até o fim. Podes tirar tudo de mim, mas jamais retire de mim o Seu Espírito Santo, sem esse eu não viveria. Pai, me converta a cada dia mais, usa-me como um vaso, me encha cada vez mais de Ti. Toda Honra e toda Glória são eternamente para Ti Senhor. Me ajuda a fazer a Tua obra da melhor maneira, dedicando o meu tempo de forma correta. Obrigada por falar comigo mais uma vez. Em Nome de Jesus Amém.


Neiva.



Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Agradeço a sua visita. Deixe seu comentário.

Visitas

Web Radio Rhema

Divulgue em seu site

Eu Faço Parte

Meu Site

Seguidores

  ©" Edificar Vidas " - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo