29 de jun de 2011

É fácil levar Jesus no peito, mas é difícil ter peito para andar com Jesus



Quero levar-te a todo lugar comigo
Quero que entre as gentes sejas conhecido
Eu de Ti não me envergonho, és o meu Deus
Quero levar tua voz por todo caminho
E de teu amor falar com desconhecidos
Ao lugar onde trabalho, à escola, e onde viajo
Te quero levar
Fora do templo e da religião
Por todo o povo e toda região
Entre as gentes que vagam hoje
Sem rumo fixo sem direção
Entre as praças de minha cidade
Em onde há tanta necessidade
Por todas as partes te levar
Pois não há paredes que te possam esconder
Quero que em toda parte estejas comigo
Nas minhas conversas com meu amigos
Quero que Tu sejas o centro das atenções
Quero que sejas o ponto de referência
E caminhar consciente de Tua presença
Ao fazer um comentário
Em minhas práticas do dia-a-dia Tu deves estar


Aceitar Jesus significa deixar para trás nossa velha natureza, é mudar hábitos, se transformar em uma nova criatura. 


“Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” (2 Cor 5:17).

Ter apenas momentos sobrenaturais com Deus não significa que Ele faça parte do seu dia-a-dia. Não é preciso gritar aos quatro ventos que somos cristãos, mas pessoas devem perceber a presença viva do Senhor em nossas atitudes de bem.

E em meio a estes desafios, por vezes caímos e deixamos o “velho homem” agir. É fácil você falar de Jesus em meio a cristãos, mas você já experimentou falar Dele aos seus amigos que não são da igreja, no seu trabalho, na sua escola? Com toda sua plenitude, Jesus conquista rapidinho nosso coração, mas nem sempre temos coragem para externarmos este amor. Você tem vergonha? Falta coragem? Tem medo do que os outros vão pensar de você? Se vão te chamar de carola, pastorzinho, padreco? Não se assuste se algum destes sentimentos faz ou já fez parte de sua vida. Praticamente todos os cristãos já passaram por estes receios. No próprio momento da crucificação onde Pilatos dá poder de escolha ao povo entre Barrabás e Jesus, podemos observar que muitos ali amavam Cristo, mas naquele momento não tiveram coragem de se posicionar. Trata-se de um processo de amadurecimento e de consciência quanto à verdadeira morte da nossa velha natureza. Não estou dizendo aqui que você deva se tornar um fanático, um inconveniente. Entretanto é importante lutarmos para sermos o mesmo, independente do lugar. Que tenhamos coragem de sermos um “pequeno Cristo” aonde quer que estejamos e que os outros reconheçam isto não só em nossas palavras, mas na nossa maneira de agir, de pensar. 

Joguemos as máscaras fora! É hora de permitir que Ele reine soberano em nossas vidas. Não permita que o mundo tome conta de você, se posicione!

Reflita a canção de Jesús Ádrian Romero e comece hoje a sua mudança!   


Texto de: Thaila Alff

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Agradeço a sua visita. Deixe seu comentário.

Visitas

Web Radio Rhema

Divulgue em seu site

Eu Faço Parte

Meu Site

Seguidores

  ©" Edificar Vidas " - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo