4 de out de 2011

Neemias


“O que esta igreja está precisando é..!” “Não acredito em nossos governantes. Se estivesse no lugar dele eu...!” “Nossas escolas estão realmente ruins. Alguém precisa fazer alguma coisa.”

Reclamações, queixas, porta-vozes do caos, e “retranqueiros” são abundantes no mundo. É muito fácil analisar, examinar e falar sobre os problemas da sociedade moderna.Porém o que realmente precisamos é de pessoas corajosas, que não apenas discutam a situação, mas que tomem alguma atitude!

Neemias viu o problema e ficou aflito. Em vez de reclamar ou revolver-se em autopiedade e desgosto, ele tomou uma atitude. Neemias sabia que Deus o estava convocando para motivar os judeus a reconstruir os muros de Jerusalém, e assim deixou sua posição de responsabilidade no governo persa para fazer a vontade do Senhor. Neemias sabia que Deus poderia usar seus talentos para realizar aquela obra. Desde a sua chegada a Jerusalém, todos reconheceram que ele estava no comando. Ele organizou, gerenciou, supervisionou, encorajou, enfrentou oposição, injustiças e prosseguiu até que os muros fossem reconstruídos. Neemias foi um homem de ação.

No início dessa história, Neemias conversa com seus amigos judeus, os quais lhe dizem que os muros e portões de Jerusalém estavam destruídos. Estas eram notícias perturbadoras, e a reconstrução desses muros tornou-se o objetivo de Neemias. No momento propício, Neemias pediu ao rei Artaxerxes permissão para ir até Jerusalém e reconstruir seus muros derribados. O rei consentiu.

Levando consigo cartas reais, Neemias viajou para Jerusalém. Ele organizou as pessoas em grupos e lhes designou setores específicos dos muros (cap. 3). Entretanto, o projeto de construção enfrentou ferrenha oposição. Sambalate, Tobias e outros tentaram deter o projeto insultando, ridicularizando, ameaçando e sabotando. Alguns dos trabalhadores temeram; outros se cansaram. Em cada caso, Neemias empregou um estratégia para frustrar os inimigos – oração, encorajamento, serviço de guarda e consolidação (cap. 4). Mas um problema diferente surgiu – internamente. Os judeus ricos estavam explorando a difícil situação dos seus trabalhadores camponeses. Ao ouvir sobre esta opressão e ganância, Neemias enfrentou, face a face, aqueles que extorquiam os outros (cap. 5). Depois disso, com os muros quase concluídos, Sambalate, Tobias e seus comparsas tentaram deter Neemias uma vez mais. Mas Neemias permaneceu firme, e a reconstrução dos muros foi finalizada em 52 dias. Que tremendo monumento ao amor e à fidelidade de Deus! Tanto os inimigos quanto os amigos sabiam que Deus os havia ajudado (cap. 6).

Após a reconstrução dos muros, Neemias continuou a organizar o povo, registrando e escolhendo guardas para as portas, levitas, e outros oficiais (cap. 7). Esdras conduziu a cidade em adoração e instrução bíblica (caps. 8 e 9). Isto propiciou a reafirmação da fé e o reavivamento espiritual, à medida que as pessoas prometeram servir fielmente a Deus (caps. 10 e 11).

O livro de Neemias conclui com uma lista de clãs e líderes, com a dedicação do novo muro de Jerusalém, e a purificação da terra em relação ao pecado (caps. 12 e 13). Ao ler este livro, observe Neemias em ação – e decida ser uma pessoa em quem Deus possa confiar para agir em nome dele neste mundo.

*********

Propósito: Neemias é o último dos livros históricos do Antigo Testamento. Ele registra a história do terceiro retorno a Jerusalém após o cativeiro, contando como os muros da cidade foram reconstruídos e as pessoas renovadas em sua fé.
Autor: A maior parte do livro foi escrita na primeira pessoa, sugerindo Neemias como autor. Ele provavelmente escreveu o livro tendo Esdras como editor.
Data: Aproximadamente 445 – 432 a.C.
Panorama: Zorababel liderou o primeiro retorno a Jerusalém em 538 a.C. Em 458, Esdras liderou o segundo retorno. Finalmente, em 445, Neemias retornou com o terceiro grupo de exilados para reconstruir os muros da cidade.
Versículos-Chave: “Acabou-se, pois, o muro aos vinte e cinco de elul, em cinqüenta e dois dias. E sucedeu que, ouvindo-o todos os nossos inimigos, temeram todos os gentios que havia em roda de nós e abateram-se muito em seus próprios olhos; porque reconheceram que o nosso Deus fizera esta obra” (6.15,16).
Pessoas-Chave: Neemias, Esdras, Sambalate e Tobias.
Lugar-Chave: Jerusalém.
Característica Particular: O livro mostra o cumprimento das profecias de Zacarias e Daniel sobre a reconstrução dos muros de Jerusalém.

(Extraído da Bíblia de Aplicação Pessoal da CPAD)

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Agradeço a sua visita. Deixe seu comentário.

Visitas

Web Radio Rhema

Divulgue em seu site

Eu Faço Parte

Meu Site

Seguidores

  ©" Edificar Vidas " - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo